NÚCLEO DE ESTUDOS E TRATAMENTO DO TABAGISMO - NETT

 

APRESENTAÇÃO

 

     Este ano as atividades de prevenção e tratamento do tabagismo no HU/IDTcompletaram 16 anos. Em agosto de 1999, o Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, sob a coordenação do Serviço de Pneumologia, através de Portaria da Direção Geral, passou a adotar uma política gradativa de sensibilização da comunidade quanto aos efeitos nocivos do tabagismo no ambiente de trabalho. No ano de 2002, a DG do HU implantou os fumódromos, definindo áreas para os fumantes.Em fevereiro de 2003, a DG do HU decretou o hospital área livre do tabaco, não sendo mais permitido, a partir daí, fumar no interior do hospital. Em 2/2/2003, foi criado o NETT, através de Portaria Conjunta entre o HUCFF e o IDT, sob a coordenação do Prof. Carlos Alberto de Barros Franco. Na ocasião foi definida uma área física no 3o andar, junto ao IDT, para o funcionamento do NETT. Foram designados técnicos que já vinham compondo o precursor C omitê de Prevenção do Tabagismo e, se somaram a eles, outros profissionais que foram treinados para atuar no Ambulatório – Programa de Cessação do Tabagismo. Desde então, o IDT vem apoiando de forma irrestrita o programa, operando desde a aquisição de mobiliário, computadores, bebedouro e monoxímetro bem como viabilizou os recursos humanos necessários na área administrativa. Após a aposentadoria do Prof. Barros Franco, em maio de 2003, o programa passou a ser coordenado pelo Dr. Alberto Araújo. Ao longo deste período, o núcleo conquistou reconhecimento público, sendo hoje considerado um dos locais de referência no país, no tratamento e discussão de políticas relacionadas ao tabagismo, como por exemplo, as oficinas anuais de estratégias para o controle do tabagismo realizadas pelo INCA, OPAS, J ohns Hopkins University e, os seminários realizados pela Aliança de Controle do Tabagismo e a Tobacco Free Kids. O NETT também participa do programa regular da disciplina de pneumologia do curso de graduação em medicina e do CAMIFM/UFRJ, e em atividades de ligas acadêmicas.Em 2004 e 2008, o NETT participou na elaboração das Diretrizes para o Tratamento do Tabagismo da SBPT, incluindo o papel de revisor das diretrizes de 2008.

 

PRODUÇÃO DE SERVIÇOS

 

1. Hospital Livre de Tabaco:

Resenha Histórica

     Em agosto de 1999, através de Portaria da DG, foi criado o “Comitê de Prevenção do Tabagismo” com o objetivo de realizar estudos, traçar estratégias e campanhas de sensibilização junto à comunidade no sentido de alertar os riscos decontinuar fumando no ambiente hospitalar e de orientar os funcionários fumantes a buscarem apoio terapêutico. As atividades do Comitê foram posteriormente absorvidas pelo NETT, a partir de 2003. O Comitê foi presidido inicialmente pelo Prof. Barros Franco e, durante a fase de instalação do IDT no complexo hospitalar do HU, pelo Dr. Alberto Araújo. Uma equipe técnica com oito profissionais foi capacitada para atuar no comitê, sendo composto inicialmente por médicos (pneumologia e psiquiatria), enfermeiras, fonoaudióloga e servidores administrativos lotados em diversos setores do HU/IDT. Entre as atividades realizadas no período de 1999-2015
Destacam-se:

1.1 Campanha de Sensibilização: efeitos da fumaça de tabaco no ambiente do HU: selo de adesão à campanha nos crachás dos funcionários e visitantes.
1.2 Certificação das Áreas Livres de Tabaco: criação de um selo que passou a ser afixado na entrada de locais fechados.
1.3 Capacitação dos vigilantes, agentes de portaria e recepcionistas sobre os efeitos do tabaco e o modo de abordar os fumantes nas portas de entrada e interior do HU.

1.4 Comemoração dos Dias Internacional (31/5) e (29/8) com atividades junto aos setores estratégicos do HU / IDT incluindo palestras sobre tabagismo, aferições do nível de monóxido de carbono no ar expirado e avaliação do grau de dependência.
1.5 Pesquisa sobre Prevalência de Tabagismo e sobre Atitudes e Comportamentos da Comunidade frente ao Tabaco.
1.6 Campanha de Conscientização com afixação de cartazes em locais estratégicos, convocando a comunidade para respeitar a proibição do fumo nas dependências do HU / IDT e orientação quanto ao apoio terapêutico aos dependentes de nicotina
1.7 Implantação provisória de Fumódromos no HU em 2002 e extinção em 2/2003.
1.8 Mensuração dos níveis de CO em amostras no interior do HU.
1.9 Capacitação de uma dupla de vigilantes para atuarem na prevenção, fiscalização e notificação de pessoas fumantes no interior do HU / IDT.
1.10 Divulgação pela mídia do HU e, Olhar Virtual e Jornal da UFRJ sobre prevenção do tabagismo passivo, efeitos do cigarro e Convenção Quadro de Controle do Tabaco.

     Em 2014, as atividades de prevenção foram reforçadas com a regulamentação da Lei 12.546/11 em maio de 2015, e que entrou em vigor em 3 de dezembro de 2014. Nas datas comemorativas do dia mundial sem tabaco (31/5) e dia nacional de combate ao fumo (29/8),foram desenvolvidas atividades junto à comunidade universitária, com destaque para a exibição do Documentário: Fumando Espero no CT e na Faculdade de Letras. Além disso, o NETT tem sido parceiro de atividades sobre prevenção de tabagismo com o IPPMG, a Comissão de Biossegurança do CCS, a Faculdade de Odontologia e, a Coordenação de Programas em Saúde do Trabalhador. O NETT é parceiro das atividades do “Dia de Respirar” promovida pelo IDT desde 2012. Em 2015 houve o tradicional Encontro de Confraternização de ExFumantes, com a entrega de certificados para os pacientes que conseguiram manterse em abstinência tabágica.

 

2. Ambulatório de Cessação do Tabagismo:

Resenha Histórica

As atividades de assistência aos fumantes começaram em junho/2001, com 3 profissionais (pneumologista, psiquiatra e fonoaudióloga), sendo voltada inicialmente para os funcionários do HU e posteriormente, aos pacientes e à demanda externa, a partir de 2002, pacientes atendidos nos ambulatórios do HUCFF/IDT e da demanda externa que eram incluídos a partir de uma palestra mensal de sensibilização. Em maio de 2002, a equipe do programa passou a trabalhar com grupos de 12 pacientes, no mesmo modelo proposto pelo INCA, com a oferta de cartilhas do referido protocolo. A partir de fevereiro de 2003, com a criação do Núcleo de Estudos e Tratamento do Tabagismo, houve um treinamento de sensibilização e de abordagem intensiva do tabagismo para um grupo de 15 (quinze) profissionais do IDT e da Divisão de Saúde do Trabalhador, dos quais 10 se incorporaram ao programa. O programa tomou uma dimensão ampliada a partir da campanha de 31/5/2003, com uma média de 42 pessoas por reunião mensal, que buscavam tratamento. O NETT desde então vem recebendo uma crescente demanda interna e externa. Desde 2007 atendemos a pareceres de pacientes internados, média mensal 48 pareceres, a maioria nas enfermarias da cirurgia torácica do IDT, cirurgia vascular, cardiologia, clínica médica e CTI.

 

Estrutura do PAT – Programa de Apoio à Cessação do Tabagismo

 

Atualmente o Ambulatório de Tabagismo funciona na sala 214 (3a T) no Serviço de Ambulatório do HU, oferecendo 16 vagas para atendimento de primeira vez por mês, através do mecanismo usual de PARECER para pacientes. Os funcionários e pacientes externos (UFRJ e AP.3.1) são atendidos diretamente nas salas do NETT. Quanto aos pacientes externos, priorizamos os funcionários, docentes e estudantes do campus da UFRJ e de bairros próximos ao HU (região conhecida como AP.3.1 do município do RJ e que compreende dentre outros, os bairros da Ilha do Governador, Fundão, Complexo da Maré, Bonsucesso, Ramos, Manguinhos, Penha e Irajá). 

 

Os pacientes externos que desejam realizar tratamento no NETT

 

agendamento da entrevista inicial pelo telefone 393822195,dentro das disponibilidades de vagas para os novos grupos terapêuticos, a cada mês. A área administrativa, e a sala onde são realizados os grupos ficam no 3o. Andar (Sala 3F893F92) e, às 3a feiras é ocupada uma sala do Ambulatório de Saúde Mental (141), no 1o andar do HU para as sessões dos grupos terapêuticos.

 

Produtividade

 

Nos últimos 15 anos (de 2001-2015) cerca de 4.000 mil procuraram o NETT, sendo tratados nos últimos 5 anos, em média, 240 pacientes por ano. Concluíram o protocolo terapêutico 2,1 mil pacientes, com taxas de cessação ao final de 3 meses, entre 45-65% e, entre 25- 35% ao longo de 1 ano de tratamento, se mantiveram abstinentes do tabaco. As taxas de cessação vêm aumentando, a partir de 2007 com o suprimento de TRN + bupropiona do programa nacional de controle do tabagismo, através da SMSRJ.

 

Resultados do Programa de Apoio à Cessação do Tabagismo em 2015

 

 Foram atendidos 168 pacientes, sendo que 146 pessoas participaram do protocolo terapêutico (taxa de desistência: 13,3%). A taxa de abstinência média verificada em 12 semanas de tratamento foi de 70.7%

 

Atividades de Ensino

 

O tema tabagismo passou a fazer parte do calendário de graduação da Faculdade deMedicina, na disciplina de pneumologia, a partir do ano de 2001. Na pós-graduação l atu sensu , os residentes de pneumologia têm em sua programação, a organização de dois seminários e a participação efetiva no ambulatório de cessação do tabagismo durante 16 semanas. Desde 2007 contamos com alunos do PINCFM. O CAMI – Curso de Aperfeiçoamento em Medicina Interna – teve como simpósio de encerramento, nos primeiros anos, uma Mesa Multidisciplinar sobre Tabagismo, coordenada pelo NETT e, nos últimos anos, o tabagismo passou a fazer parte da grade oferecida pelo módulo de pneumologia, com uma aula e um caso clínico para discussão com os alunos. Nas Comissões de Tabagismo da SBPT e da AMB estamos participando na elaboração de uma proposta para que o tabagismo seja a discussão da “habilitação em prevenção e tratamento do tabagismo” para médicos atuarem na saúde suplementar, seja no rol de procedimentos para o tratamento do
tabagismo na Saúde Suplementar, que vem sendo trabalhada junto à AMB – Associação Médica Brasileira e ao CFM – Conselho Federal de Medicina – para que possa o tabagismo possa ser tratado também nas operadoras, cooperativas e
seguradoras de planos de saúde vinculadas a ANS.

 

 Atividades de Extensão

 

O NETT tem sido convidado a participar de debates, palestras e discussões de
temas contemporâneos relacionados ao tabagismo, a exemplo de outros centros,
na mídia (programas radiofônicos, entrevistas para a TV, revistas, portais e
jornais).
O NETT tem participado também de atividades de prevenção, com palestras emalguns locais da própria UFRJ, como o CCS e a Faculdade de Odontologia.Quanto às participações na mídia, durante o ano de 2015 participamos de diversos programas veiculados em rádios (CBN, Rede Brasil, Nacional de Brasília), Globo News em dois programas (Jornal e Como será? – Jornalista Sandra Annenberg); TV
Bandeirantes, Jornal do Rio,no bloco conduzido pelo nosso colega da UFRJ, Dr. Edmilson Migowsky, além de inserções em sites da Internet.

 

Atividades de Pesquisa

 

A partir de 2004, o NETT começou a desenvolver alguns estudos com dados da própria demanda e, no momento está desenvolvendo alguns protocolos terapêuticos em vias de serem submetidos ao CEP – HU. As principais linhas de pesquisa que aconteceram neste período foram:

● Estudo multicêntrico: Towards an evidence based coverage policy in tobacco dependence treatment: cost effectiveness of smoking cessation interventions in Latin America”, Instituto de Efectividad Clinica y Sanitaria, Buenos Aires, patrocinado pelo INCLEN. A publicação do artigo aconteceu em 2010.

● Pesquisa Qualitativa: "Tabagismo em mulheres: as marcas de gênero no fumar feminino."Esta pesquisa foi tema de dissertação de Mestrado da Dra. Márcia Trotta, no IESC, aprovada pelo CEPHUCFF sob no. 072/06, gerando 2 artigos publicados
em 2009 e uma Dissertação de Mestrado da Dra. Márcia Trotta em 2010.
● Projeto “Transformando Potenc ialidades em Futuro” de prevenção à iniciação do tabagismo e alcoolismo com crianças de 9-14 anos de uma escola pública na região do Complexo da Maré e Ilha do Fundão, aprovado pelo CEPHUCFF/ FM em 13/2/07, através do Memorando n°086/07 e pelo Comitê de Ética do CRE / Secretaria Municipal de Educação, em agosto de 2006.

● Linha de Pesquisa: Tabagismo, com os seguintes projetos em andamento e ou em submissão ao CEPHU:
● Custoefetividade de doenças relacionadas ao tabaco
● Estudo sobre o impacto das advertências nos maços de cigarros na cessação. Estudo sobre Tabagismo & Fatores da Recaída

● Pesquisa: Respira Brasil – A legislaçãode ambientes livres de fumo das cinco regiões do Brasil. Pesquisa financiada pela OPAS e pelo INCA/MS que foi aprovada pelo CEPHUCFF/UFRJ em 2011, sob o n° 153/2010, pesquisa já concluída e publicada em 2012.

● Estudo sobre Tabaco & Álcool como fatores preditivos da cessação e da recaída, aprovado pelo CEP do IPUB/UFRJ e conduzido pela Dra. Carolina Costa, com 2 publicações internacionais e dissertação defendida em julho de 2015.

 

PRODUÇÃO CIENTÍFICA

 

Encaminhamos os dados referentes ao a no de 2015, conforme tabela abaixo, referente à produção acadêmica da equipe multidisciplinar do NETT para a atualização da base de dados do Sistema de Informações dos Hospitais Universitários Federais – SIHUF/SESu/MEC.

 

PRODUÇÃO CIENTÍFICA (JAN/DEZ2015)
Produto Total do Ano

Teses defendidas Dissertações defendidas 1
Participação em Banca de Teses FM/USP, Farmácia UFRJ 2
Capítulos de Livros publicados 2
Livros publicados 4
Pesquisa 1
Educação Continuada – Orientação de Mestrado – IPUB/HU 1
Atividades de Ensino: PINC, PIBEX, Treinamento de Residentes 4
Artigos em revistas indexadas – nacionais 1
Artigos em revistas indexadas – estrangeiras 2
Apresentação de trabalhos em Congressos – no País 4
Participações em Congressos/Simpósios/Jornadas Médicas 4
Participações em Seminários/Fóruns/Jornadas de Mobilização 3
Participações em Oficinas de Trabalho 2
Participações em Sessões Clínicas – Telemedicina 2
Apresentação de trabalhos em Congressos Internacionais Conferências,
Palestras e Moderações de Mesas 12
Entrevistas, Artigos e Matérias na mídia (TV, Jornais, Sites, Rádios) 8
Organização de Cursos de Extensão/Eventos 2

Atividades de Extensão/Palestras 4
Abertura de Sites/Fóruns de Discussão/Blogs 1
Outros (que não se enquadrem nas categorias acima)

 

As principais realizações do NETT em 2015 foram:

1. Participar do Comitê Científico: Comissão de Tabagismo da SBPT, biênio 2015-2016
2. Integrar a Câmara Técnica de Tabagismo CFM e da AMB como Membro Titular.
3. Moderar o Fórum de Tabagismo da SBPT.
4. Participar nas Comemorações dos 10 anos da CQ no Brasil, OPAS, 2015.
5. Participar do I Curso EAD de Prevenção e Tratamento do Tabagismo do IDT
6. Participar: eventos e oficinas sobre tabagismo OPAS, INCA, MS, ANVISA, SBPT.

 

EVENTOS REALIZADOS

 

Desde a sua criação, em 2003, o NETT idealizou as Jornadas Interdisciplinares de Tabagismo, com o objetivo de reunir os colegas das diversas especialidades e áreas envolvidas com a luta contra o tabaco. A primeira edição foi em dezembro de 2004, com uma grande participação de profissionais que atuam nas unidades de saúde na área metropolitana do RJ. Nos últimos anos programamos atividades no Dia Internacional da Mulher e no Dia Mundial sem Tabaco. Em 2015, realizamos campanhas de prevenção do tabagismo no campus da UFRJ, com aferição do nível de monóxido de carbono dos participantes, na Sede do SINTUFRJ. Participamos também da tradicional Jornada de Biossegurança do CCS sobre Ambiente Livre de Tabaco em setembro de 2015; no Seminário de Prevenção do Tabagismo no IPPMG em outubro de 2015 e na Jornada por um Ambiente Livre de Tabaco na Odontologia.

 

Responsável: Alberto José de Araújo
Pneumologista – Médico do Trabalho & Saúde Pública
Coordenador do Núcleo de Estudos e Tratamento do Tabagismo
Telefone: 3938-2195

Instituto de Doenças do Tórax - UFRJ
Rua Professor Rodolpho Paulo Rocco, 255 – 1º andar - sala 01D 58/60 – Rio de Janeiro – RJ – CEP 21941-913
Tel: 3938-2887

CNPJ: 33.663.683/0028-36

UFRJ IDT - Instituto de Doenças do Torax
Desenvolvido por: TIC/UFRJ